Sexo a 3




Compre, use, quebre, arrume
Jogue no lixo, mude, envie e-mail, faça upgrade
Carregue, aponte, dê zoom, aperte
Agarre, trabalhe, rápido - apague
Escreva, corte, cole, salve
Ligue, cheque, saia - reescreva
Plugue, jogue, queime, ripe
Arraste e solte, comprima - descomprima
Tranque, preencha, ligue, ache
Veja, bloqueie, atole - desbloqueie
Navegue, faça scroll, pause, clique
Atravesse, destrave, troque, atualize
Nomeie, leia, ajuste, imprima
Escaneie, envie, passe um fax - renomeie
Toque, leve, pague, assista
Gire, deixe, comece, formate.

Assim diz a letra de Technologic, música do Daft Punk que irá causar boas lembranças nos mais saudosistas. No clipe desta música um boneco pronuncia toda letra frente à televisão que dita aquilo que será recitado.




Programas de televisão ruins existem? Sim, mas penso que no caso desta novidade da rede TV! há algo de mais profundo para refletirmos, que é passado de forma crítica no clipe referido acima: O controle de nossas sensações de forma descarada pela televisão. Caso o robô do clipe estivesse vendo este sexo a 3, talvez a música ficasse assim:

Veja, excite-se, não pense
excite-se, ria, excite-se
surpreenda-se, relaxe, excite-se
inveje, excite-se, esqueça
desligue o cérebro, excite-se, excite-se.... e por aí vai

Lixos como este é que acabam instabilizando de certa forma com algumas famílias. Se você é um cultuador de ideais como os passados neste programa você está correndo sério risco de infelicidade, pois mulheres como estas são fabricadas para existirem apenas ali. E nossas mulheres normais? Não são dignas de estarem ali? Então tal programa não é digno da minha audiência. Não adianta pedir para não ver programas como este: A tara da grande população é grande demais para ser ignorada, portanto ponha meia dúzia de mulheres ditas como "padrão de beleza elevado" semi-nuas fazendo coisas idiotas. Audiência garantida. 

Mostrar uma Marie Curie da vida que é bom nada!!!........ rsrs o mais engraçado é que não vejo diferença alguma entre aquelas mulheres submissas reclusas árabes das nossas mulheres submissas do desejo sexual masculino.


Emoticon Emoticon