Ensino Religioso Em Escolas Públicas




Não faz sentido para um dito estado laico, sustentado por contribuição imposta à todos, beneficiar determinada religião em seus domínios. No caso brasileiro, a doutrina religiosa mais disseminada é o catolicismo, mas tal argumento é válido para todas as demais.
O motivo deste post vem após conferir na internet alguns projetos de leis isolados em algumas regiões do país incentivando esta prática que diverge-se do conceito de estado laico. Penso que se quer que teu filho cresça em um ambiente católico, uma escola de padre ou freiras é o ideal. O mesmo para escolas batistas protestantes, comunidades judaicas, etc... Nada contra o ensino religioso no geral, apenas não concordo com o fato de estar pagando impostos que serão revertidos no salário de um teísta que irá disseminar conceitos que uma parte da sociedade (entenda-se contribuintes) abomina.
Conversando com algumas pessoas que possuem inclinação favorável a este fato, surgiram algumas questões que rebati e compartilho aqui com vocês nos tópicos abaixo:

"A ciência e religião são complementares, uma precisa da outra". Absolutamente não. Várias pessoas já tentaram cruzá-las em raciocínio lógico, inclusive minha pessoa, mas todos sem sucesso. O grande impedimento que acontece é que a diferença está no princípio mais básico dos dois lados: Em um o sujeito acredita em algo sem motivo algum, ou seja, não precisa de prova alguma para aquilo que lhe é verdadeiro. A outra avança única e exclusivamente através de fatos provados e comprovados, somente a partir da aceitação acadêmica pelo mundo é que o fato se torna verídico. Quem disser que algum fato místico-sobrenatural já passou pelo referido crivo da ciência até hoje e obteve sucesso, está mentindo.

"Religião é importante para a vida moral e cívica do indivíduo". Uma pessoa direita na vida independe de sua religião. Várias pessoas teístas que conheço são maldosas assim como ateístas de caráter correto, e vice-versa. Isto sem contar com as inúmeras guerras de cunho religioso pelo mundo afora. E afinal, o que é mais nobre? Ser uma pessoa decente por medo de um suposto inferno ou praticar o bem por si mesmo, sem motivo algum?

"A história das religiões são interessantes..." Com certeza são, mas devem estar dentro do cronograma das disciplinas de história, obviamente. Pois assim estas serão lecionadas de forma mais imparcial pelo historiador do que seria por um teísta, que tenderia a pregar aquilo que ele acredita no decorrer das aulas.

Bem é isto, espero que estes projetos de leis não sejam postos em prática de forma alguma, e que seus idealizadores se preocupem mais com outras questões importantes que nosso país necessita com maior urgência e necessidade!

10 comentários

Ótimo texto, parabéns!

http://www.jw.org/apps/index.html?fileformat=PDF&output=html&pub=lc&langwritten=T&option=TRGCHlZRQVNYVrXF&txtCMSLang=T

Boa sorte para voces...o país que voces estao cosntruindo sera adequado ao raciocínio que voces defendem.

Esse texto é uma criação de uma mente insano sem nenhum conhecimento cultural. Pobre do autor desse texto; saibas que a melhor satisfação depende de um estado espiritual saudável e bem decidido.
E o ensino religioso nunca deve confundir com denominação e sim com Fé em ser criador de tudo Deus

Esse site é um verdadeiro lixo

Qual Deus? são tantos, e acho que Insano é a idéia de querer que alguem acredite que suas mentiras devam virar um verdade absoluta para todos, Fé é e sempre será desnecessaria para o desenvolvimento de uma civilização.

O irã é um ótimo exemplo de "estado espiritual saudável e bem decidido": Espiritual no sentido da religião autoritarizar toda a sociedade não permitindo opinião contrária alguma ao facismo religioso, e bem decidido na hora de não pensar duas vezes antes de bombardear uma nação contrária a suas idéias medievais. Queremos mesmo seguir este caminho?

Da mesma forma que a justiça deve ser cega, o estado deve ser laico para que funcione....


Emoticon Emoticon